Meu currículo ficou legal. E agora?

25 de fevereiro de 2012

Atualizou o seu currículo?

Lembrou de usar o corretor ortográfico para checar se não passaram despercebidos erros de português ou digitação (currículos com erros são uma péssima “primeira impressão” que você transmite para o recrutador.  (Mesmo que você tenha uma ótima redação e seja muito bom em gramática e ortografia, peça para alguém revisar seu currículo. Ele sempre poderá ser melhorado.)

Chegou então a hora de enviá-lo!  E é exatamente aí que muita gente perde a oportunidade de se destacar diante dos outros candidatos.

Vamos pensar com a cabeça do recrutador. Para quem não sabe como funciona, é como um jogo de quebra-cabeças onde você tem que encaixar um perfil de vaga (a descrição das características que um candidato deve ter) com um currículo. E quem é a pessoa mais indicada para fazer essa combinação, esse “encaixe”?

O recrutador?  ERRADO.

É você, candidato(a) !

Digamos que o profissional de RH receba uma vaga da área de técnico químico para recrutar, onde o candidato deve ter conhecimentos de HPLC. Alguém aqui acha que o recrutador entende alguma coisa de química? Em geral, ele é um psicólogo, ou administrador, ou cursou gestão de recursos humanos…

Então, quem é tem que explicar para o recrutador se entende ou não de HPLC? O CANDIDATO !!!!

Vamos seguir um pouco mais e você já vai entender…

Nosso amigo candidato envia o currículo, passam-se alguns dias e nenhum contato por parte do recrutador. Ele então resolve entrar em contato e descobre que foi eliminado do processo seletivo. Indignado, ele pergunta o porquê e recebe a informação de que não tinha os requisitos necessários para a vaga. Então responde:

– Como assim? Estava claríssimo em meu currículo. Conhecimentos avançados em Cromatografia Líquida de Alta Performance ! (Para a maioria dos candidatos, tudo em seu currículo é claro e cristalino…)

O recrutador então argumenta que o conhecimento solicitado era de HPLC e não de cromato-sei-lá-o-quê.

Surpreso e quase em desespero, nosso expertíssimo candidato pergunta a recrutadora que o está atendendo: “Mas HPLC é a sigla em inglês para  Cromatografia Líquida de Alta Performance. Você não sabia disso?”

Não. Ela não sabia disso e nem tem que saber! A essa altura, a vaga já estava preenchida e nosso amigo candidato terá que continuar a sua busca.

A tarefa de explicar porque você é o melhor candidato para aquela vaga é sua! Não delegue ela a ninguém.

Por isso, ao responder a oferta de uma vaga, faça exatamente isso: explique ao recrutador, em poucas linhas, porque você deve ser entrevistado.

Muita gente – muita mesmo – somente encaminha o currículo a partir do próprio e-mail enviado pelo recrutador, sem escrever uma única palavra. Você estará perdendo a oportunidade mais importante de sair na frente dos outros candidatos: se diferenciar da maioria, reduzindo o trabalho do recrutador e ajudando-o a selecioná-lo.

Imaginem se o candidato acima tivesse encaminhado o seguinte e-mail:

“Prezado srta. Recrutadora,

Chamo-me Fulano de tal (torne o contato pessoal, seja lembrado!) e encaminho anexado meu currículo, em resposta à vaga de Técnico Químico divulgada através do grupo Riovagas (cite sempre a origem da vaga. Isso mostra organização e ajuda o recrutador a saber o que está funcionando como meio de recrutamento).

Reúno os requisitos solicitados para a vaga, particularmente em relação a HPLC (cromatografia líquida de alta performance), com a qual trabalhei durante 5 anos em análises de solventes, além de ter participado de 3 cursos na área.

Bingo! Em duas linhas, a entrevista é sua. Despertou interesse pelo seu currículo,  mostrou que tem os requisitos, agora é só aguardar o telefonema.

Em resumo: AJUDE O RECRUTADOR A RECRUTAR VOCÊ.  Em troca, provavelmente você ganhará uma entrevista. Isso só não vai acontecer se os outros candidatos forem melhores que você, mas aí é outra história…

Para finalizar, alguns conselhos:

– não mande currículos se você não tem os requisitos para a vaga. O mercado está muito seletivo e você vai ficar queimado com o recrutador. Lembre que muitas vezes o email muda, mas o recrutador pode ser o mesmo. Imagine receber o seu currículo para 10 vagas em área diferentes. Você transmitirá uma péssima imagem.

– nunca mande seu currículo acompanhado de mensagens do tipo: “Preciso muito dessa vaga. Estou desempregado. Me ajude”. 17 % da população brasileira está desempregada. Isso é um problema do recrutador? Da empresa? Não. É seu. Então não tente usar isso como argumento. Só piora as coisas.

Veja mais sobre cartas e emails de apresentação, clicando aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

purchase Metformin Generic Metformin No Prescription cheap Azithromycin